Posts com a Palavra-chave: ‘cidades’

Um historiador num museu, por Renato Carneiro Jr

Qual seria a função de um historiador num museu? Essa foi uma das perguntas que me fiz quando resolvi aceitar o convite para dirigir o Museu Paranaense em 2011. Esta instituição é uma das mais antigas no Brasil, datando sua abertura ao público no ano de 1876, situada em Curitiba, Paraná, no sul do país. [...]

Palavras-chave: ,

A suburbana

  Onde nasce o sol? em minha janela Ela começou a frequentar a cidade quando o prefeito construiu umas canaletas e lá pôs uns ônibus que ligavam a periferia ao centro. Era só sair de casa e pegar o ônibus, e ela enrolava a saia na cintura até transformá-la em saia acima dos joelhos, toda [...]

Palavras-chave:

Comemorações natalinas

  Seu atraso foi notado Desculpem, é que eu havia avisado que não poderia chegar assim tão no horário O aperitivo esquentou Podiam começar sem mim Não é o costume da família Bem, mas já que chegou, tome assento ao lado de Hans, ele também é sozinho. Como vai, não o conheço. Claro que conhece, [...]

Palavras-chave:

O furor das raízes

  Curitiba, outubro de 2013      O piche cospe as raízes e a ventania as arranca para fora da vida. A terra      avermelhada, num esforço insano, tenta protegê-las e acaba indo com elas. Não se pode punir a tempestade de outubro, cuja pressa leva à derrubada de tantas árvores. Mas a feiúra delas já estava conjugada [...]

Palavras-chave: ,

A mão armada

Minha querida Violeta,   Escrevo este mail porque até hoje tudo isto é muito difícil para mim. Sempre me perguntarão sobre minha história de lá onde morava e porque esforcei-me tanto para seguir a carreira de médico, especialidade, ortopedista. Para você, confesso, por motivo algum. Estudei e passei. Não sabia no que passando. Nunca fui [...]

Palavras-chave:

Toda a misericórdia para o feto, nenhuma para o fato

Não tinha como evitar sentir-se estrangeira na sua casa. A casa era dela e do irmão, herança dos pais (sala, banheiro, dois quartos, quartinho de empregada e um banheirinho; o quintal, de cimento queimado, só tinha tanque e varal). Porta do corredor para onde dava tudo, dava também para uma pequenina entrada. Lá se punham duas cadeiras [...]

Palavras-chave:

O bêbado do bairro

Primeiro Ele cambaleia, grita sandices, frases nem, palavras, nem, balbucio honesto de quem quer falar mas não consegue: “Voc’ s vam ver se mi scapam, vm min nfrentar, vem!!!” Dizia-se dele: “ele grita com o padre, insulta as carpideiras, difama as beatas, tenta atacar as crentes de cabelos longos que por ele só pedem misericórdia, [...]

Palavras-chave:

Cidades caladas

Eram menos que ruas. A luz, uma ou duas lâmpadas por casa, era trazida por fios longos desde os postes de madeira. A sede da prefeitura era grande. Igreja havia existido mas as beatas, como eram poucas, deixaram arruinar. O pároco, desde há muito, somente a cada mês. Porém, procissão, sim. Não faltava, era segura, procissão [...]

Palavras-chave: